Casa di Bebel ... Rabiscos sem papel

Casa di Bebel ... Rabiscos sem papel

10 setembro 2008

Adorável Isabelli




Isabelli, pra mim, esse era o seu nome. Ela veio lá de longe e cheia de perdas (perdeu sua mãe muito cedo, por volta dos seus 8 anos de idade), achou-se muito mais rapidamente do que qualquer um(a) que conheci. De lá pra cá, acostumou-se a cuidar mais dos outros do que si. Sabia ser um engano ... mas ... sua força sempre se desviava e ela se deixava dominar. Apesar de esquecer-se muitas vezes, lembrou de arrumar um mundo pra chamar de seu. E, pra minha sorte, pôs-me nele. Vim na primeria vez, sou a primogênita de 3.
Ela sempre foi uma lindeza de gente, cheia de riso solto, cheia de dor embrulhada em papel pra depois, cheia de amor planejado, cheia de dedos cuidadosos sustentados por mãos divinas (pra cozinhar, pra costurar com linha e agulha, pra fazer cafunés-calmantes, pras faxinas caprichadas que purificam a alma). Habilidosa, aprendeu muito rápido e ensina em velocidade que provoca tonturas. Sábia, veio lá de terras indígenas, talvez por isso tenha uma inteligência tão sensível. Preserva a natureza toda ( reaproveita a água da máquina de lavar, faz do lixo orgânico alimento pras suas minhoquinhas, desliga o chuveiro pra passar o sabonete), isso, às vezes, chega a irritar (deve ser uma irritação de principiantes como eu ... quase ignorante nos assuntos de amor À Gaia que Ela tem em si). Vivamente: anda aprendendo a se preservar também.
Nunca houve mãos mais generosas pra plantar e pra colher. Mantém um jardim interno muito mais bonito do que o que aparece em seu quintal.
Amorosa sempre iluminou as cozinhas, as salas, os canteiros, o amor e o mundo todo por onde passa. E quando passa, requebra. Anda rebolando, de lá pra cá ... tem um jeito só seu. Herança viva em mim.
Sempre foi tudo o que há de mais valioso ... pra mim e pra muitos que estão ao meu redor.
Sempre foi a Isabelli amada e pra todo o sempre muito mais do que admirada. Soube ser mãe sem fazer doer. Tem uma força suave que faz o vento dançar. Sempre será.
Minha melhor amiga. Meu amor de alma cheia. Uma amora de Isabelli.

Feliz Ano Novo, querida!
Que a vida devolva em dobro tudo que nos ofereces, mãezinha.
Que tenhas saúde e amor pra vida inteira.

Com todo o meu mais potente amor, daqui de Curitiba.
Bel.

9 comentários:

Elga Arantes disse...

Sabe, Bel, a cada dia que passa tenho mais vontade de te conhecer. Assim, olhar nos seus olhos mesmo, sabe? Conferir se eu estava certa. É, porque sou muito criticada por ter idéias pueris demais, pouco práticas para o 'tic-tac' dos tempos atuais. Mas, enfim, é isso que faz sentir viva...

Dá para entender porque você parece ser tão única, gente de verdade. Pelo menos como acredito que as pessoas devam ser. Humanidade nas pequenas coisas e grandiosidade para o que é mais genuinamente humano. Se bem que algumas vezes, quando cá estou, sinto uma brisa boa com cheiro de mato molhado,outras vezes, furacão me tirando da órbita.

Gosto muito dessa casa aqui! Me faz bem. Especialmente em dias como esses...

Beijos.

Jana disse...

Vou ler agora pra ela, é retrato fiel da mais pura verdade.
Mãezinha! depois disso tudo só posso dizer: TE AMAMOS MUITO, MUITO MESMO!...
A terceira, da melhor fila que há no mundo!...

Biana França disse...

Lindo demais, Bel!
parabéns para ela.
essas mães tão lindas que nos fazem pessoas melhores.
Bjus para vc por ser essa pessoa tão sensível e para a sua mãe linda demais.

Sheyla disse...

Bel,
Linda homenagem! Parabéns as duas!
Bjs

Mural da Zeiza disse...

Agradeço sempre por estar tão perto da gente, por se preocupar, por zelar, por aconselhar, por ensinar as receitas mesmo que DAKELE JEITO, por tranquilizar, por me ser exemplo de delicadeza e força, por me incentivar sempre, por me visitar, por me trazer um pão feitinho na hora pelas suas mãos, por me trazer bolinho e surpresas na sacola, por me telefonar...simplesmente por EXISTIR!Isabelle kerida vc merece tuuuuuuuudo de bommmmmm

Nina disse...

Oi! Achei seu contato no blog da Cris. Quero te convidar a conhecer o meu
www.bazardaninarosa.blogspot.com

Sofia Fada disse...

Oi Bel! Que lindo essa homenagem. Que linda sua mãe. Que linda você!
Agora tá explicado porque você é uma pessoa tão especial...
Te mandei um e-mail hoje, para combinarmos direitinho sobre o livro.
bjs, querida

Marsyah disse...

Que texto maravilhoso!
Que mãe linda!

Ainda dá tempo? Sim?

Feliz Aniversário Isabelli!
Que Deus te abençõe muitíssimo!

Bjux pras duas!

Bel disse...

Queridas... Isabelli agradeceu cada palavra dessas daqui, cada sentimentos bom, cada doçura (quase) sussurradas por vocês.
Isabelli não tem acesso a essas redes daqui, mas levei meu note e ela leu, e riu, e se sentiu acarinhada.
Um beijo dela,
Outro meu.
Que seus desejos pra ela lhes voltem em dobro.
Isabelli e Bel.