Casa di Bebel ... Rabiscos sem papel

Casa di Bebel ... Rabiscos sem papel

29 outubro 2008

Coisificação(?) !

Fugia! Ela fugia da tendência coisificada. Pensou saber lidar com o riso indevido. E, lidou. Não se deixou contaminar pela tentativa de descarte. Tentou e não se deixou encolher. Nào se deixou envolver. Insistiu e foi mais mansa do que antes. Ela sabia, no entanto, que aquela mansidão, ainda era uma espécie de estratégia formatada num contra-ataque. Ela ainda percebia. E, quase sentia.
O caminho para a "naturalização" da interpretação ainda lhe parecia o mais interessante. Um desafio possível aos olhos dela. Inquieta guardou em si algumas impressões. Enumerou-as para organizar-se melhor:
1. O inesperado só é possível quando se está atento e sensível;
2. O riso do outro(a) pode ser instrumento (de resistência);
3. A sutileza é sempre uma bela aposta;
4. O encolhimento pode ser uma estratégia;
5. O tempo revela e agradece pela espera;
6. Os iguais se escolhem pela percepção no aumento da pupila;
7. A falta de admiração encolhe o afeto;
8. O olhar cruzado é sempre percebido (e) simultaneamente sentido. E, pode ser ignorado;
9. A pior mentira é aquela que se conta para si, ainda que, bem baixinho;
10. Para estar inteiro(a) há que se ter fé e coragem. Uma espécie de ousadia.
Ousou insistir em deixar pra lá. Ousou não se coisificar. Ousou .... silenciar.

9 comentários:

Biana França disse...

saudades...estou meio avoadinha
Bjus enormes

Sheyla disse...

Bel amada,
Ontem, até coloquei essas palavras em dois ou três cantinhos especiais e hoje repito aqui.

Passo por aqui pra dizer que tive dias difíceis, por isso não comentei mais no seu blog.
Depois vou ler seus últimos posts com carinho para poder comentar.
Agora, tudo melhorou, graças a Deus.
Bjs.
PS: Depois vou ler tudo com o carinho que seus textos tão belos merecem e, então, comento.

Isa disse...

Oi Bel! Vá me visitar mesmo e fique por lá o qto vc quiser! Seja bem-vinda!!! Seus textos são mto delicados e profundos, adorei! Tb vou vir te visitar mais vezes!

E qto à ousar em silenciar, acho que a gente deve tentar fazer isso mais vezes. Temos que permitir ao mundo que nos mostre as suas respostas, ao invés de sempre as termos na ponta da língua. Bjos mil!!!

Ana Carolina disse...

Bel!

Como dizia Renato Russo, "mentir pra si mesmo é sempre a pior mentira.". lendo seu texto me lembrei dessa música.
E ousar silenciar....ah, como preciso ousar isso mais vezes!!

Óia, vou postar o vestido de madrinha no meu blog e no blog da Helena (Meninas da Chocolate). Vou tirar as fotos nesse final de semana!! Aí te aviso!

beijocas e bom final de semana!!

Não Somos Apenas Rostinhos Bonitos disse...

Belíssimo texto e repleto de verdades!
Beijocas,

Biana França disse...

Bel,li seu comentário lá no "diário..." e sabe de quem é a culpa?
Sua, rsrs.
Se não te encontrasse, não teria feito nenhum!
Obrigada por ser!

Carla Silva e Cunha disse...

voltei para ver as novidades...parabens~

carla

http://www.arte-e-ponto.blogspot-com

Salve Jorge disse...

Ousa
Que eu concordo com a tua lousa
E quando você pousa
És tão mais que cada cousa
Que a fixação
Numa ficção
Sem aspiração
Vira só repetição
Do que costumeiramente rouba
O arrobo
Deixa o olhar bobo
No dilatar da pupila...

SGi/Sonia disse...

Menina mais linda.
Bel, venho aqui e me emociono de uma maneira tão verdadeira, vou sentindo cada palavra até suspiro eu escuto.

Linda você e suas palavras.

Quando rolar uma estreiazinha por aqui me dá um toque que farei o possível pra ir te ver.

Beijins com felicidades:*