Casa di Bebel ... Rabiscos sem papel

Casa di Bebel ... Rabiscos sem papel

13 novembro 2008

Um brinde

Viram-se dentro e fora das telas. Dos improvisos às cenas tudo foi se apaziguando a partir do olhar de compaixão para com ela. Estava radiante. Admirou-se por sustentar uma entrega livre. Festejava sua parceria cênica, confirmou a troca, sentiu-se verdadeira como sempre se propôs. Com certo cuidado olhava pra ver o que lhe interessava. Foco ampliado pelo carinho. Aprendeu com sua generosidade e confirmou coisas de antes. Ela sempre via e quando confirmava nem sempre se alegrava: era triste perceber algumas mediocridades latentes que ainda pulsam. Mas decidiu não se deixar envolver. Viu-se e viu os(as) que lhe interessava. Aprendeu com eles(as) e ampliou aquela admiração intuitiva.
Como sabia que todo encanto pode se dissipar em frações de segundos quis prolongar seu efeito. Convidou-os(as) pra rodearem uma mesa. Sentados e inteiros tentaram algumas aproximações sensíveis. Entre dizeres ... sentiram-se. Uns aos outros (as), uns com os outros (as).

14 comentários:

Nina disse...

Bel, tu é escritora? poetisa? cantora? dancarina? artista?

porque tu é muito lindinha :)

Salve Jorge disse...

Espero
Que o brinde
Não finde
E que seu esmero
Seja o tempero
Que vai animar esse terrero
E fazer dele
Império...

ana - hoje vou assim off disse...

Nina, suas perguntas são minhas também!

E a afirmação que Bel é lindinha, sim, é minha afirmação também!

Um brinde!!!

Beijos!

Renata disse...

Bel,

Minha querida Nina disse que você é um potinho de mel...Vim conhecer essa doçura encantadora!

Lindas palavras!

Um beijo,

Renata.

Nina disse...

Ué, não entendi Bel! como assim vc vai tentar?? vc, pelo que tenho visto, já é!

É uma menina doce, que por onde passa só deixa coisas bonitas, é como se fosse uma menininha que joga flores pelo caminho pra alguém passar. E to falando isso mt sério, olha por onde vc andou, vc semeia flores bel...


tudo a ver né? meninas, flores, mel, bel :)

beijão!

DJ disse...

Também é possível sentir à distância?!
Um brinde à capacidade de sentir tão profundamente!
Prazer!

Bel disse...

Olá,

Nina
Eu sou isso que você vê/sente por aqui! Defino-me como uma pessoa arteira, porque por lá eu encontro Vida! Tão querida com as palavras e os olhares, Nina! Gostei tanto que a Cris te destacou entre os olhares de lá ... tua presença doce encanta.

Salve Jorge
Sua métrica poética é muito bem-vinda! Gosto demais da profundidade de sentir e criar que tu tens. É envolvente.

Ana
Como disse a Nina ... sou arteira como todas nós. Sei que andas tendo aulas de teatro...eu por aqui caminho pela tua trilha. Já faz um certo tempo ... mas é sempre novo e de novo ... como sabes. Minha vida é inteira quando estou por lá ... sei que me entendes.

Renata
Tua querida Nina é um tanto generosa como bem sabes. "A Senhora Pote de Mel" em relação a este nome só se assemelha na terminação final: sou a Bel. Tenho ainda um tantinho de fel a me contaminar. Mas estou tentando...
Agradeço teu passeio por aqui e espero não ter decepcionado (nem a ti, nem a Nina), viu?


DJ
A distância é só uma marca do tempo ... eu acho. Tua visita me alegrou muitíssimo. Um brinde a tua presença por aqui. Senti uma proximidade, sim.

Um beijo com afeto à cada uma de vocês.
Bel.

Bel disse...

Desculpe-me, "Jorge".
Um beijo estalado pra ti, viu?
Bel.

meus instantes e momentos disse...

muito bom o post. Muito bom.
Maurizio

Biana França disse...

Bel, hoje vou apenas concordar com tudo que a Nina disse...você é uma pessoa com alma e corpo artístico e é doce como um potinho de mel.
Bjus.

_+*A Elite in Paris*+_ disse...

Isso é alma da artista :)

Beijo meu ♥,

A Elite

Ana Carolina disse...

Bel, entendo como ninguém! Que bom partilharmos da mesma paixão. O teatro é minha vida mais completa. Sempre sonhei com o ofício desde criança e agora adulta me realizo!

Somos multi! Arteiras e prosas com a vida. Que bom.

Uma beijoca!!

Bel disse...

Maurizio,
Confesso que fui tentar te visitar mas fiquei assustada com a mensagem para a entrada. Desculpe-me, minha sinceridade, muitas vezes me derruba. Quem sabe o tempo ...
Um beijo,

Biana e sua beleza no jeito de me olhar. Sempre me vê emoldurada. Eu te agradeço, querida. Continuo com meus pensamentos voltados pra ti....continuo soprando pra tudo se ir ... viu?
Beijo,

Paris, parisiense...
Só reconhece quem é, quem sabe como é. Um brinde...e um beijo.

Ana
A vida é mágica mesmo. Por aqui, e em todo lugar. Quantas sintonias! Vivemos experiências tão parecidas e por isso há tanta troca. Que delícia de vida! Que delícia é tentar fazer arte.
Um beijo,

Bel.

Nina disse...

me decepcionado? tá maluca? neeeeem....
achei foi mais linda de se ver ainda, trabalhando com teatro?? ai meu Deus! amo!! milhoes de vezes mais do que cinema :)

e a ana tbm é? que maravilha... qd era menina, fazia teatrinho com os amigos da rua de casa, grandes momentos Bel...

à propósito, mel só por acaso combina com bel... vc é sim, um docinho :)

mil bjs querida, adoro vir aqui agora, sentir um pouco de poesia