Casa di Bebel ... Rabiscos sem papel

Casa di Bebel ... Rabiscos sem papel

04 junho 2010

Hereditariedade

Meu avô que se foi cedo demais. Minhas primas (a que está no colo, e a de vestido) e eu ... de macacão. Eu e meus olhinhos melancolicamente diminuídos pelo radiante sol.

4 comentários:

Viviane disse...

que foto mais linda...

congelado o momento... dele com as netas..

tenha uma parecida com meu vozinho... ele morreu quando eu tinha 2 anos...

meu avô materno morreu ano passado... vai fazer um ano ainda... senti a falta dele ontem...

Adorei a foto Bel.. saudades..

Ana Carolina disse...

Ai, Bel. Os avós deveriam ser eternos, não?

Saudade avassaladora da minha.

Beijos

Ana Carolina disse...

Bel, me manda seu email para eu encaminhar seu relato à C&A?

Manda pro email do blog!

To chocada!!!!

Beijão

Bel disse...

Vivi ... saudade é emoção congelada, também, não é?
Há congelamentos tão interessantes.
E o frio daqui, congela também.
Querida ... ando bem atrapalhada por aqui. Coisas minhas e algumas dorezinhas chatas. Mas estou bem ...
Coloca uma fotinho dessas antigas na tua casinha! É bom a gente saber que já foi semente, né?
Um beijo grande ... estamos juntas.

Aninha e sua ética inspiradora.
Ô querida ... já te disse por outro caminho ... mas confirmo aqui. Tu és especial nesse mundo das identidades. Sempre me acolhes e sinto o eco da proximidade afetiva. Agradeço tanto nosso encontro. Vou te ver brilhar ainda mais ... com toda certeza.
Um beijo enorme.

Bel.