Casa di Bebel ... Rabiscos sem papel

Casa di Bebel ... Rabiscos sem papel

27 março 2009

Um campo magnético para a bailarina

Ela tinha dúvidas. E sempre que elas apareciam em rodopios ... como se fossem bailarinas inseguras em seu tablado subdimensionado pelo espaço possível de uma caixinha de música ... ela congelava. Via os passos programados e insistentes daquela bailarina frustada presa e magnetizada pelo palco falseado. Sentia-se como ela em dias assim. Queria dar-se corda, dar-se a mão. Queria libertá-la do campo magnético que lhe mantinha menos expressiva do que poderia, do que é por todo o dia. Queria ficar na ponta ... dos pés pra aliviar e abrir mais espaço pra acomodar seu encolhido coração.

6 comentários:

Elga Arantes disse...

Um, dois, três e quatro, dobre a perna e dê um salto. Vire em si, vire ao revés e se cair, conte até dez.

Depois dessa lenga-lenga toda, recomece. Puxa vida! Hora essa! Vives na ponta dos pés.

Beijos.

Chris Spode disse...

doida para ver a dança dessa bailarina na sexta!! beijos querida!! aguardando seus "esmagos"!

Biana França disse...

Oops, perdida no tempo!!!!
Bjus,Bel!
(sem saber o que dizer, rsrs)

Aline Gouvea disse...

Oi! O comentário não tem a ver com o post, pois é sobre o Bazar do Hoje Vou Assim Off. Estava uma delícia. Disponibilizei algumas fotos num álbum on line: dê uma olhadinha lá. Acho que dá pra matar a curiosidade até a Ana postar novidades. Beijos,
Aline
http://alinegouveamello.blogspot.com/2009/03/sucesso.html

Sheyla disse...

Bel,
Há uma dor no momento.Uma hora eu te conto. Continuo lendo seus textos, mas no momento tá difícil comentar.
Bjs.

SGi/Sonia disse...

Dança, estica e pula, puxa uma estrela e se enfeite com ela:*

Beijins:*