Casa di Bebel ... Rabiscos sem papel

Casa di Bebel ... Rabiscos sem papel

18 maio 2009

Uma encomenda: alegria pra ela

... ela havia lhe confessado que a alegria parecia perdida. Uma frase dura de se ouvir, mas, ainda mais dura de se falar. Não conteve as lágrimas nem quis disfarçar o desabafo: lhe pediu pra chorar. Do outro lado da mesma linha ... ela quis mergulhar de cabeça pra dentro daquela caixinha acústica que naquele instante amplificava aquela dolorida confissão. Quis recolher cada pedaço daquela tristeza que ainda se espalhava dentro dela. Quis lhe dar um abraço apertado e muitos beijos estalados. Quis soprar os farelos do medo que haviam se juntado pra compor aquela insistente tristeza ... nela.

Quis e fez: dirigiu seus melhores pensamentos para sua Nossa Senhora Vermelha e lhe sussurrou pedidos. Alegria ... que ela viesse o mais veloz possível ... que ela se espalhasse tal qual açúcar em cima do pão. Desejou que a doçura de sempre se mantivesse em seu devido lugar ... dentro dela.

2 comentários:

Chris Spode disse...

bel querida.... apenas esmagos, muitos esmagos - para saborear aqui, e para viagem, para nunca te faltar conforto.

Biana França disse...

Que a alegria nunca falte...
Bjus