Casa di Bebel ... Rabiscos sem papel

Casa di Bebel ... Rabiscos sem papel

19 novembro 2007

O ENCONTRO DE PEDAÇOS MEUS....



... é assim que insisto em viver a vida ... buscando-me nos detalhes... enchendo-me de cores... dançando comigo mesma pelas pontas de um vestido ... meu! Eu sempre esbarro em meus desejos... sempre! Foi assim com esse vestido, precisava encontrá-lo para uma comemoração que meses depois seria uma grande decepção, mas, ninguém a preveria... só o tempo poderia apresentá-la. Mas, falávamos do vestido, e após umas três tentativas de encontro...capturei-o ao entrar na loja pelos olhos do primeiro desejo... estava pendurado num cabide preto e apesar da altura... sua bainha quase tocava o chão. De longe, já senti que se o vestisse estaria perdida! E, como tudo de muito bom na vida, sabemos que nos escravisaremos desde o primeiro olhar... tal qual... aquele da confirmação do amor... à primeira vista. Insisti e caiu perfeitamente como se fosse feito pra mim... nem sua transparência me impediu... nem seu preço...que se dividiu pela metade (juro!)... e, lá fui eu...deixando a loja com meu vestido de seda roxo com verde. Confesso que saí com ele nas mãos... um tanto quanto assustada pelo valor (ainda que dividido), assustada pela confirmação do encontro. Sempre adorei essa cor... adoro a Fórum... amo liquidações. Um recorte, um respiro, um pensamento "que bom(!)... que insisto em me nortear pela intuição". Um riso me veio, lembro-me bem, e, a lembrança tão presente me faz rir de novo, agora!

O evento seria em novembro e, eu o busquei desde agosto. Nada na vida pode ser atropelado...há que se ter tempo...pra procura ...pr´um verdadeiro encontro... há que se maturar. As coisas me vem como sempre imaginei...desde pedaços de pano que me apresentam...até os mais essenciais dos sentimentos.

A sandália cinza foi desejada muito antes de o cinza ser uma das cores da "dita moda", sempre vi beleza no cinza...e encontrei esta sandália há 2 anos atrás. Sinto que existem desenhos que se transformam em formas dentros de mim....formas concretas materializadas em diferentes objetos... em semblantes que eu reconheço numa revirada de olho! Sabe aquelas situações em que chegamos a respirar fundo porque sentimos muito intimamente que já vivemos aquilo antes? Sabe quando falamos alto "mas, eu já vivi isso antes!" Sabe quando vêem aqueles arrepios? São experiências únicas, são sensações abstratas ...em seu estado bruto....que nos transformam em concretudes.

Digo isso...hoje... registro aqui...para que eu mesma possa lembrar que meus desejos se tornam realidades concretas. Isso é uma dádiva, mas, pode ser a minha perdição também ... preciso dia à dia lembrar das belezas que já encontrei pra afastar as feiúras que ainda me rondam em dias de sol intenso. Porque são nesses dias ... muito claros, muito iluminados e muito quentes que alguns de meus pensamentos mais densos começam a se evaporar de meu coração...escapam-me! Talvez seja por isso que eu goste tanto de dias nublados ... meio tristes... acinzentados. Talvez seja por isso que a leveza pra mim se apresente em dias sem transpirações. Em dias desses, olho pra vida, e vejo mais as cores, afasto meus medos, ouço músicas inspiradoras e escrevo textinhos pra mim...colo-os em frente à minha retina pra não me dispersar...pra não desperdiçar!

Eu danço com a vida...eu danço com meu vestido...eu danço sozinha! Que a vida me embale por muitas e muitas horas...em dias de festa...ou não! Que eu respeite minha intuição... delicadamente. Hoje e sempre! Pela vida inteira.

2 comentários:

Jana disse...

Olha só que MARAVILHA! Acabei de chegar em casa exaurida, depois de 12 horas, inenterruptas, de trabalha. E vim relaxar justamente aqui, diante do computador, lendo-te, relaxei e vou dormir feliz!
Acho mesmo, tenho absoluta certeza, que este blog tem que ser lidos por muitos, quisera eu, por todos, porque a beleza que há aqui deve embalar os quatro cantos do mundo. E quando um dia alguém me perguntar "o que pode ser melhor que ser irmã da Bel?" Eu direi rapidinho, certeira, incontestavelmente... é observá-la.
Será que ninguém vai ter a idéia de divulgar este teu blog? Enquanto isso... me sinto privilegiada por ter uma leitura tão... tão... feliz!
Beijos Querida!
Jana.

Bel disse...

Janinha...12 horas? Cuide-se, hein?
Quanto ao bate-papo...está sendo bem legal...te ter como leitora e tão participativa..e tão querida e delicada!
Um beijo, viu?
Bel.