Casa di Bebel ... Rabiscos sem papel

Casa di Bebel ... Rabiscos sem papel

19 novembro 2007

UM PEDIDO PRA MINHA NOSSA SENHORA DO RELICÁRIO VERMELHO


E, SE FOSSE PRA FICAR CALADA .... MUDINHA?
EU FICARIA NAS PONTAS DOS PÉS
NAS PONTAS DA SANDÁLIA CINZA
E, NA BEIRA DO PALCO EU SAMBARIA MIUDINHO!

E, SE FOSSE PRA SER OUTRA ... ESTRANHA!
EU AJOELHARIA NO TAPETE
REZARIA PRA MINHA NOSSA SENHORA
DO RELICÁRIO VERMELHO

PEDIRIA COM A MAIOR FÉ DE TODOS OS MEUS TEMPOS
IMPLORARIA PRA ME TRAZER DE VOLTA
PRA ME DEIXAR SER EU
DE NOVO E DEFINITIVAMENTE

PORQUE MEU PERCURSO VALEU À PENA
GOSTO DE MIM E DO QUE ME FAÇO
GOSTO DAS VOLTAS QUE DEI
GOSTO DO QUE AOS POUCOS AINDA SEREI....

Um comentário:

Fabíola disse...

Quem já viu a Bel dançar com uma sandália cinza ao som de qualquer som consegue vê-la nas palavras deste "Pedido".
Cada vez mais a admiro e entendo que ela nasceu pra ser arteira, uma estrela.
Continua querida, no teu percurso, gostando de ti e do que fazes, de todas as voltas... E saboreia cada pedaço da estrada, o doce e o amargo. Os teus amigos estarão lá, na primeira fila, te aplaudindo sempre.
Beijos, Bila.