Casa di Bebel ... Rabiscos sem papel

Casa di Bebel ... Rabiscos sem papel

07 fevereiro 2008

BEL, .... PRAZER!

... agora, exatamente agora me deu uma tristeza que corre freneticamente por dentro do meu peito. Nem sempre se sabe de onde vem...nem sempre! Mas, essa eu bem sei de sua origem...do seu centro de explosão. É conhecida de velhos tempos. É fruto de um não saber pra onde ir ao certo. É o medo do (re)começo esperado. É o avesso do que já fui antes e do que espero ser novamente. Sei ver o olho do furacão e sua espiralidade já não me assusta como antes. Esse é o lado bom do domínio.
Ela passeia por dentro de mim ... e corre festeira como se fosse saltitar. E, é quando ela saltita que mais me fere ... chega quase a atravessar o limite visível da pele. Ela brinca e se avoluma ... distraidamente! Sei bem de onde vem ... sei bem porque me vem. Mas, ainda não sei amenizá-la e deixo-a à seu bel-prazer . E ela ironicamente me cutuca: "Bel, ... prazer!".

3 comentários:

Cris de Bourbon disse...

Bel-íssima! Até falando em tristeza vc fala bonito. Tem dias que eu também fico assim, com uma melancolia sem razão, uma tristeza, um silêncio interno...geralmente eu chamo de tpm, mas nem sempre é. Mulher é um bicho complicado. Mas daí no outro dia eu to falando pelas orelhas, agitada, quase uma menina hiperativa. E eu me prefiro assim! Hoje me sinto assim, frenética!

Tô retomando esses espaços de mansinho. Adoro o seu blog, o meu blog, os outros blogs das amigas. Vou ver se consigo atualizar minhas novidades hoje.

beijooooo do tamanho do céu!

Negão disse...

Quando estou assim, simples, eu chupo uma laranja...

Beijos Bel!!!

Negão!!!

Bel disse...

Cris... de volta. Oba!!! Sei que me entendes naqueles dias e em outros à mais. Que bom estares por perto.

Negãoooooooo...vou comprar uma laranja e experimentar...porque o riso já deu certo...então!!!
Tu és uma coisaaaaaaa mesmo.

Beijos...nos dois!!!