Casa di Bebel ... Rabiscos sem papel

Casa di Bebel ... Rabiscos sem papel

08 agosto 2008

...primitivas

... depois de dois dias ela havia se recomposto de toda a salinidade enfrentada naquele último banho de mar. Engasgada, ainda, ela não sabia que o mar estaria tão revolto e que aquelas águas turvas iriam se derramar e escurecer toda a paisagem até a areia. Ela não sabia muito bem que uma espécie de papel carbono havia sido esmiuçado e se espalhado naquela areia branquinha. Ela não sabia que aqueles confetes de carbono deixariam marcas ... cópias carbonadas picotadas com cuidado. Esmerado cuidado.
Uma tinta forte iria colorir o peito do pé exposto e as palmas das mãos fechadas. Ficou colorida de um tom só. Mas, ainda assim ela tinha cor em si. Como índia pintou-se e se deixou pintar pelas cores acinzentadas que cada um(a) carregava, pelos tons que cada um(a) imprimia, pelas formas que o desenho permitia. Deixou-se encharcar e devolveu a cada um(a) o que era seu. Devolveu em dobro. Dos pincéis aos potes de cores. Das telas as molduras (que nem sempre... enfei(t)am).
Eram deles(as) todas aquelas cores que esfumaçavam todo e qualquer esboço proposto ... exposto. Eram só deles(as) aqueles desenhos tortos. Eram deles(as) aquela forma de fazer "obras de arte": primitivas.

9 comentários:

Biana França disse...

Bel,aos pouquinhos tô lendo,e até já troquei algumas letrinhas com sua comadre,rs.Mas ler post novo é melhor, é vc hoje...
Hoje, fui lá e tentei fazer o blog, mas não consegui pensar em nome nenhum...queria uma coisa engraçada(pelo menos hj, amanhã posso mudar de idéia,rsrs)pq eu sou meio assim, acho q essa seria a essência da coisa.
E parabéns, linda, por tanta educação em meio a toda essa avalanche de coisas desagradáveis...
sem mais
Bjus

Bel disse...

...Oi, Biana.
Ô querida... que bom que estás querendo fazer uma janela pra ti...fico imensamente feliz.
Quanto ao nome... uma excelente sugestão veio de ti pra mim: "sem mais". O que achas? sem mais por hoje...ou coisa parecida?
Espero te ler em breve... que bom saber que estamos formando e dançando em roda.
um beijo.
Bel.

Sheyla disse...

Bel,
Só hoje fiquei sabendo do que está ocorrendo lá no blog da Cris.Há dias, tô envolvida com o Cortina Aberta e deixei um pouco o Garimpo de Estilo todo enrolado, mas tô voltando a postar lá na semana que vem.

Minhas impressões sobre o que vi lá no blog da Cris: tudo muito estranho. Tive algumas dúvidas a quem aquelas pessoas, realmente, querem agredir. Parece que há um intuito muito maior, parece que não é a você. De qualquer modo, queria postar lá, falar das suas belas palavras, mas parece que não adiantaria. Vi vários comentários construtivos, no intuito de que essas pessoas se tocassem da tamanha indelicadeza praticada verbalmente.

Uma coisa é certa: continue a escrever. Sou formada em Letras e fiquei horrorizada de outros formados falarem tanta besteira. Pelo visto, não entendem nada das Letras. Da real poesia que existe na simplicidade.
Como estou numa fase de procurar alguns caminhos mais leves, outros com reflexões mais profundas, vou ficar um bom tempo sem acessar o blog do hoje vou assim. Continuarei a ler somente o para Francisco.
Sou sincera e por mais que não queira ler os comentários absurdos, eles estão lá.
Bjs mil e fica com Deus,
Sheyla.

Biana França disse...

Bel, concordo com a Sheyla.Eu gosto muito do que vc escreve, mas há pessoas que não gostam, que bom, pois seria horrível se todos gostassem das mesmas coisas, né?
Mas intolerância é inaceitável, e sinceramente, eu acho que tudo isso é uma forma de agredir a Cris, enfim, deixemos toda essa chatice para lá, e aqui, uma janela tão bonita(quanto a da Cris) vamos falar apenas de coisas boas.
P.S.: Adorei a sugestão.
Bjus.

Elga Arantes disse...

Seu texto, lindo. Como todos!!

Mais importante, foi que me fez lembrar do poder da manifestação do preconceito na linguagem escrita.

Gênero...

Vou exercitar a apartir de hoje.

Um beijo.

Sheyla disse...

Bel,
Vamos, como eu disse no post de hj,
nos "absorver pelo colorido esfuziante que aquele instante permitia". Intantes de pura magia, intantes de ontem, hoje e sempre, envoltos numa areia branquinha e banhados pela brisa do mar!
Bjs

Sofia Fada disse...

Lindo isso: "Uma tinta forte iria colorir o peito do pé exposto e as palmas das mãos fechadas."
Adorei seu jeito hoje de fazer obra de arte. Aliás, adoro sempre!
beijos, querida

dama disse...

Bel minha querida, saudades de você e desta nossa janelinha.
Vi um pouco da polêmica do HVA. Muito chato. Só te peço que não se abale. Já disse e vou repetir: vc tem o dom da palavra, sabe como poucos usá-la.
Um beijo.

Bel disse...

Queridas,

... tudo que posso lhes dizer: adoro ter essa possibilidade de encontro com cada uma de vocês. A seu modo ... sinto-me acarinhada e espero devolver (no mínimo) na mesma intensidade.
Um beijo afetuoso, Bel.